Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Naty? ou? Natali?
 


Os meus sentidos estão se perdendo,não tenho mais controle das minhas atitudes. Não consigo nem ter o domínio da minha vida,dos meus pensamentos, não possuo mais a direção.

A minha alegria está chegando ao fim por não ter um rumo a seguir.

Tristeza...

talvez essa seja a palavra

Raiva...

o sentimento que permeia meu coração

Frieza...

é o que eu gostaria de sentir

Frustração...

vejo que os planos não deram certo

Solidão...

algo que sinto quando estou perto de algumas pessoas

Falsidade...

o que me corrói

Mentira...

me destrói ao poucos cada vez que descubro uma

Inveja...

desconheço em minha vida

Amigos...

levarei no coração somente alguns(os que merecem)

Afeto...

recebi

Afeição...

senti por todos que estinveram em minha volta

Amor...

dediquei a muito,mas retribuições foram míseras



Escrito por ??? às 19h19
[] [envie esta mensagem
] []





Os textos que seguem revelam um pouco de minh'alma.

O que já passou e o que eu vivo.

Não sei definir em qual fase estou,

 mas ambos os textos mostram a minha capacidade de mudança

como ser humano limitado e evolutivo.

.

 



Escrito por ??? às 10h57
[] [envie esta mensagem
] []






1Que o amor que eu sinto se perca no tempo


2Que seja enterrado no passado


3Que seja esquecido


4Que não haja volta ou recomeço


5Que morra e não consiga jamais reviver


6Que a tristeza o consuma


7Que lágrimas sejam derramadas


8Que corações saiam feridos


9Que a cura para essa dor nunca venha


10Que mágoas não sejam relevadas(esquecidas)


11Que a frieza reine (nos corações)


12 Que as palvras sejam como faca afiada


13 E que após tudo isso, com um sorriso (macabro) eu possa dizer:


amei!




Escrito por ??? às 10h49
[] [envie esta mensagem
] []





Será que existi palavras para expressar o amor?

Será que há como medir o seu tamanho?

Como declarar o que sentimos?

Como dizer "eu te amo"?

Como demonstrar que ele nos alegra?

Que nos faz ver o mundo com outros olhos.

Como falar que precisamos de alguém por toda vida?

Será que existi alguém que precisa de nós como precisamos?

Será que há uma pessoa feita para cada um?

Será que ela poderá nos preencher?

Será que há essa pessoa em algum lugar?

Pode um querer e o outro não?

Pode um gostar e o outro não vê?

Se existi palavras que expressão o amor,

como dize-las?

Através do olhar podemos dizer o que o coração sente?

Não será tudo isso fantasia?

Imaginação? Ou ilusão?

Existi respostas para essas perguntas?



Escrito por ??? às 10h40
[] [envie esta mensagem
] []





A arte de negociar...

PAI - escolhi uma ótima moça para você casar.
FILHO - Mas, pai, eu prefiro escolher a minha mulher.
PAI - Meu filho, ela é filha do Bill Gates...
FILHO - Bem, neste caso, eu aceito.

Então o pai negociador vai encontrar o Bill Gates.

PAI - Bill, eu tenho o marido para a sua filha!
BILL GATES - Mas a minha filha é muito jovem para casar!
PAI - Mas este jovem é vice-presidente do Banco Mundial...
BILL GATES - Neste caso, tudo bem.
Finalmente o pai negociador vai ao Presidente do Banco Mundial.

PAI - Sr. Presidente, eu tenho um jovem recomendado para ser vice-presidente do Banco Mundial.
PRES. BANCO MUNDIAL - Mas eu já tenho muitos vice-presidentes, mais do que o necessário.
PAI - Mas, Sr., este jovem é genro do Bill Gates.
PRES. BANCO MUNDIAL - Neste caso ele pode comecar amanhã mesmo!

Moral da estória:
Não existe negociação perdida.
Tudo depende da estratégia



[sei que era pra escrever coisas minhas, mas amo esse texto]

Escrito por ??? às 10h35
[] [envie esta mensagem
] []





Stone

A pedra
Havia uma menina que vivia em seu mundo muito feliz.Acreditava que não tinha motivo para o contrário, pois via muito bem as cores, conseguia sentir a textura dos objetos. Ela era muito sonhadora. Sonhava a todo momento, considerava seus sonhos muito bonitos e eles agradavam. O seu maior prazer era observar o mundo colorido em sua volta. Ver as cores mágicas, e, perceber a beleza de tudo. A sua vida era perfeita, ao menos ela considerava. Tudo a deixava alegre; o canto dos passaros, o ar que respirava, a luz do sol.
Em um dos seus passeios andando destraidamente, como de costume. A garotinha tropeça e cai. Isso não a deixou triste ou estragou seu dia perfeito. Mais que de pressa levantou-se, mas algo a chamou atenção. A pedra que fizera cair, não era uma simples pedra. Abaixou, olhou, olhou e olhou . Após minutos de indagações resolveu pegar a pedra e guardou-a no bolso. Prosseguiu então sua caminhada. Ao chegar em casa, retirou a pedra e guadara. A vida continuou.
Dias passaram e aquela pedra ficou esquecida em uma pequena gaveta.Tudo ocorria normalmente com esse pequeno ser feliz, até descobrir o que aquele objeto que achara significava. Descobriu que por causa da pedra, houve grandes guerras entre nações que se amavam, discusões entre amigos e muitas outras coisas. Mas não foram somente coisa ruins que aconteceram. Essa preciosidade mostrou à muitos a importância da vida, trouxe felicidade e realizações.
Muitas perguntas e indecisões surgiam em sua cabeça. A pequena já não conseguia mais dormi em paz. Questionava-se: porque uma pedra tão pequena carregava tanta história? e se valeria a pena continuar com ela. Começou a procurar sua origem, tentar entender a razão de tudo isso.Durantes os dias que passou buscando conhecer mais, nem reparara que deixava de fazer as coisas de rotina. Pesquisou, investigou e chegou a uma conclusão. Não quis acreditar muito no que descobriu. Ignorou,e, continuou vivendo. Pensava que agora tudo voltaria a ser como antes. Perfeito.
Adormeceu. Ao acordar reparou que não sonhara a noite. Estranhou, porém não ligou; afinal isso pode acontecer. Decidiu que iria passear. Arrumou-se, e, ao abiri uma gaveta para pegar um enfeite de cabelo viu a pedra.Pegou-a e colocou no bolso de seu vestido. Saiu. Resolveu ir pelos caminhos que sempre andava. Distraida, retirou a pedra da bolso e passou a observá-la. Caminhou e chegou a um riacho. Adorava sentar na beirada, colocar os pés na água e ficar pensando na vida.
Sentou-se. Olhava fixamente a pedra. Jogou-a na água. De repente, imagens surgiam em sua mente, vozes ecoavam sem parar em sua cabeça. Toda sua vida passou diante dos seus olhos. Vui a realidade e não queria crer. Tudo era mentira, sua vida era uma grande farsa. O que enxerguara até aquele momento não era verdadeiro.As cores não existiam, o canto dos pássaros eram uivos de lobos famintos, respirava uma fumaça tóxica que a matava aos poucos, e os seus sonhos, não eram sonhos propriamente dito, eram pesadelos; onde ela sempre morria.
Não acreditava como se enganou por tanto tempo e não percebia sua alienação. Quase ficou louca. Reconheceu que a sua vida só tinha sentido por causa da pedra. Infelizmente já não a possuia mais.Tudo parecia um pesadelo e o que mais queria era acordar...





00:46:51
quinta-feira, 24 de maio de 2007



Escrito por ??? às 22h41
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]